a cidade invisivel

A cidade é invisivel,

multipla de sentidos e todas as direções.

Carne crua ao sol ardente

perambulando meio ausente.

Está cidade paira pelo ar.

Não é uma, ela é muitas.

São todas sobrepostas

por suas arestas opostas

em ângulos inimagináveis.

São todas loucas, gritam roucas.

Todas elas querem nos enlouquecer.

E cada uma delas quer sua parte no seu desespero.

Quer lhe roubar silêncio e profundidade,

lhe fechar os olhos e os ouvidos.

O seu teor é o caos que vem cultivando a anos,

pelos berros e sussuros, pelos cantos obscuros,

pelos assassinos maquiavélicos,

pela ácidez estomacal,

por toda estrutura de concreto e metal.

a tudo falta teor, sobra calor, falta sabor, sobra vapor,

não se têm amor cultiva-se a dor.

quem sabe um dia em um futuro distante… cidades serão habitáveis.


Anúncios

~ por lucianops em setembro 16, 2009.

2 Respostas to “a cidade invisivel”

  1. muito bom. conheço essa cidade. a cidade do caos

  2. Olá pessoal,
    Tudo bem? Recentemente foi publicado um livro sobre as intervenções urbanas e ações poéticas do Poro: http://poro.redezero.org/livro/
    Dêem uma olhada nesse link acima para conhecer um pouco da publicação e, se puderem, ajudem a divulgar.
    Abraços,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: